Relatório Semanal – Al Brooks – 07/12/2019

Reversão de baixa minoritária no Emini, dentro de um micro canal de alta que já dura 9 semanas

7 de dezembro de 2019, por Al Brooks

Visão Geral de Mercado: Atualização de Final de Semana

O Emini fez um forte rali1 a partir de uma armadilha de baixa de dois dias. Agora, os vendedores querem um topo duplo, mas é mais provável que ocorram movimentos de laterais a ascendentes.

Os T-bonds de 30 anos estão em queda após um clímax de compra. Eles provavelmente ficarão em movimentos de laterais a descendentes por muitos anos.

O par EURUSD está em uma lateralidade estreita que já dura 4 dias, e no meio de uma lateralidade de 5 meses. É provável que haja mais movimentação lateral de preços.

 

Gráfico mensal do mercado futuro de T-bonds de 30 anos:

Reversão fraca de baixa após um clímax de compra

Legendas:

Topo em forma de cunha parabólica, após topo em forma de cunha aninhada que durou 11 anos

Bandeira de alta em forma de H1, mas 4 barras de baixa. Portanto, vendedores acima

Após reversão de baixa a partir do sinal de venda por conta do padrão ii e do clímax extremo de compra, movimentos de laterais a descendentes são prováveis por muitos meses

HH MTR = Reversão Majoritária de Tendência com Máxima Mais Alta

 

Em setembro, no gráfico mensal, os T-bonds de 30 anos reverteram para baixo a partir de um topo em forma de cunha parabólica. Setembro e outubro foram barras internas consecutivas. Elas formaram um sinal de venda por conta do padrão ii (interna-interna). Novembro acionou o sinal de venda quando os preços foram abaixo da mínima de outubro.

No entanto, o mercado de títulos está lateral desde agosto. Ainda que o setup de venda tenha sido aceitável, ambas as barras internas tiveram grandes sombras inferiores. Essas sombras representam traders comprando nas quedas. A barra de entrada no mês de novembro também teve uma grande sombra inferior. Adicionalmente, novembro fechou acima da mínima de outubro, apesar da queda forte no início de novembro. Essa não é a forma pela qual tendências de baixa tipicamente se iniciam.

Quando um rali em forma de cunha parabólica é muito estreito, como este que ocorreu, a reversão normalmente é mais uma pausa no movimento do que propriamente uma reversão. A pausa algumas vezes dura 10 barras ou mais. Uma vez que este é um gráfico mensal, os preços podem seguir em movimentos laterais, dentro de uma amplitude estreita, por 1 ano.

Bandeira de alta ou topo em formação?

Os compradores veem a correção que já dura 4 meses como uma bandeira de alta. E de fato é. Mas a ocorrência de 3 ou 4 barras consecutivas de baixa, torna essa bandeira um fraco setup de compra.

Além disso, se formou um topo em forma de cunha aninhada2 em 2016. Esse topo é um padrão confiável. Tenho dito que uma reversão de tendência no gráfico mensal pode levar anos para acontecer. Mesmo que agosto tenha rompido acima do topo da cunha aninhada de 2016, ainda é mais provável que isso seja parte do processo de formação do topo, do que um sinal de que o topo irá falhar.

Os americanos não irão tolerar taxas de juros negativas. Falei sobre isso inúmeras vezes. Isso limita o quão longe os preços dos títulos futuros podem ir de forma realística (taxas de juros mais baixas significam preços mais altos). Ainda que não tenhamos visto os preços começarem a cair, é muito mais provável que eles eventualmente caiam antes de fazer preços ainda mais altos.

Mas os vendedores podem precisar parar os compradores por um ano ou mais, antes de conseguirem tomar o controle. Nesse ínterim, os traders esperarão uma continuação da lateralidade que já dura 4 meses.

Gráfico semanal do par EURUSD no mercado Forex:

Rali fraco após uma reversão majoritária de tendência com mínima mais alta

Legendas:

Compradores querem uma Reversão Majoritária de Tendência com Mínima mais Alta, mas fez uma barra de sinal de compra em forma de doji e uma barra fraca de entrada

Vendedores veem micro topo duplo após um topo duplo maior em um canal de baixa que já dura 2 anos

Lateralidade de 4 semanas dentro de uma lateralidade de 5 meses. Portanto, Modo Rompimento

 

O gráfico semanal do EURUSD reverteu para cima na última semana, a partir de uma pequena mínima mais alta. Mas a penúltima semana formou apenas um doji, que é uma barra fraca de sinal de compra. Apesar desta última semana ter tido um corpo de alta, fez uma grande sombra no topo. Portanto, o par EURUSD provavelmente irá se manter na lateralidade que já dura 4 semanas, por pelo menos mais uma semana.

 

Uma vez que o rali de outubro foi o mais forte rali no gráfico semanal em 2 anos, os compradores esperam por uma segunda perna de alta. Isso é especialmente verdadeiro por conta da reversão de alta ocorrida em 1º de outubro ter vindo de um fundo em forma de cunha aninhada2. Os compradores esperam que essa última semana tenha sido o início dessa segunda perna de alta. Porém, movimentos laterais são mais prováveis do que uma alta na próxima semana.

 

O primeiro alvo para os compradores é a máxima de 21 de outubro, que foi o topo da primeira perna de alta. Esse alvo também está próximo de outros alvos, tais como a linha da tendência de baixa que já dura 15 meses e o nível de 1,12, que é um forte número redondo.

 

E os vendedores?

O par EURUSD formou uma série de novas mínimas ao longo de 2 anos. Os traders têm vendido durante cada rali de 2 a 3 semanas, apostando que tais ralis serão uma perna de alta num canal de baixa.

Essa tem sido uma estratégia muito boa. Os vendedores continuarão vendendo ralis de 200 a 300 pips, até que acreditem que a tendência de baixa acabou.

Um sinal desse término de tendência seria se os compradores conseguissem fechamentos consecutivos acima de uma máxima mais baixa majoritária. A máxima de outubro é suficientemente majoritária? Para alguns computadores, sim.

Uma máxima mais baixa ainda mais importante é a máxima de 25 de junho, nos 1,1413. Se os compradores conseguem 2 fechamentos acima dessa máxima, os traders concluirão que a tendência de baixa acabou. Eles, então, passariam a enxergar os preços no gráfico como em uma lateralidade ou em uma tendência de alta.

Os compradores continuarão entrando em novas mínimas no canal de baixa

O que acontece se os vendedores conseguem uma reversão de baixa a partir da máxima de outubro? Não muita coisa. Os compradores têm entrado sem medo a cada nova mínima, durante 2 anos. Eles sabem que tendências se enfraquecem com o tempo. Isso faz com que os compradores fiquem mais dispostos a entrar abaixo da mínima de outubro ou em uma reversão de alta a partir da mínima de outubro.

 

Gráfico mensal do Emini (S&P500):

Doji em forte rali

Legendas:

Forte rali próximo do topo do canal de alta que já dura 13 anos, por volta dos 3175

São prováveis, pelo menos, preços ligeiramente mais altos

Vendedores querem uma reversão de baixa, mas provavelmente precisarão de um micro topo duplo

 

O gráfico mensal do Emini (S&P500) está formando uma barra doji em dezembro. Os vendedores querem que o mês feche na sua mínima. Essa, portanto, seria uma barra de sinal de venda confiável após um rali em forma de cunha em 2019 e após uma reversão de baixa a partir do topo de um canal de alta que já dura 13 anos. Neste momento, isso é improvável.

 

Há um canal estreito de alta neste ano, apesar do rali em forma de cunha. Quando um canal estreito de alta reverte, a reversão é normalmente minoritária. Consequentemente, o melhor que os vendedores podem conseguir ao longo dos próximos meses é uma correção, e não uma tendência de baixa.

 

Sim, 2019 esteve em um canal estreito de alta. Isso é bom para os compradores. Mas olhe para as barras. Muitas das barras de alta tiveram grandes sombras inferiores e várias outras foram dojis ou barras de baixa.

 

Quando um rali se parece com isso, ele tipicamente terminará sendo uma perna de alta em uma lateralidade. Isso significa que haveria uma perna de baixa dentro de aproximadamente 5 barras. Mas 5 barras são 5 meses, e o Emini poderia ir consideravelmente mais alto nesse meio tempo. O fundo da lateralidade em formação é a mínima de 2019, por volta dos 2400. Se houver uma perna de baixa, aquela mínima se torna um alvo razoável no próximo ano.

 

Provavelmente, o rali se tornará uma lateralidade em breve

Como eu disse, um canal estreito de alta normalmente não se transforma diretamente em uma tendência de baixa. Com mais frequência, primeiramente ele para de subir e inicia movimentos laterais. Neste ponto, os vendedores tentarão criar um topo duplo ou um micro topo duplo. Se eles conseguem isso, terão uma chance melhor para uma tendência de baixa.

Uma vez que este é um gráfico mensal, várias barras laterais significam vários meses de lateralidade. Como resultado, a chance de queda nos próximos poucos meses não é alta.

Mas lembre-se, esse rali se parece com uma perna naquilo que pode se tornar uma lateralidade. Por isso, o potencial de alta a partir deste momento também não é grande. Os traders devem esperar mais barras laterais por alguns poucos meses. Isso quer dizer que talvez haja uma ou duas barras pra baixo, ou uma ou duas barras pra cima, mas não haverá uma tendência forte em qualquer direção.

Gráfico semanal do Emini (S&P500):

Doji após a primeira correção, em um micro canal de alta que já dura 9 barras

Legendas:

Rompimento fraco acima do topo do canal de alta que já dura 1 ano

Barra doji nesta última semana e, portanto, uma barra fraca de sinal de compra para a próxima semana

Após um micro canal de alta de 9 barras, os vendedores precisam de pelomenos um micro topo duplo 

Movimentos de laterais a ascendentes são prováveis

 

O gráfico semanal do Emini (S&P500) esteve em um micro canal até a semana passada. Uma vez que, nessa última semana, os preços foram abaixo da mínima da penúltima semana, essa última semana se tornou a primeira correção em 9 meses. Ela, portanto, concluiu o micro canal.

 

Um micro canal significa que os compradores estavam tão ansiosos para entrar, que eles estavam comprando acima da mínima da semana anterior. Eles não estavam esperando por uma correção. Assim que eles têm uma correção, é típico vê-los comprar essa correção. E foi o que aconteceu nessa última semana. Apesar da forte queda de segunda-feira e terça-feira, os compradores entraram. O rali devolveu completamente a queda do início da semana. Os traders devem esperar uma lateralidade ou preços ligeiramente mais altos ao longo das próximas semanas.

 

A barra ruim de sinal de venda da última semana significou compradores abaixo

Para os vendedores, a penúltima semana foi uma barra de sinal de venda para uma reversão de baixa, por conta do topo de um canal de alta que já dura 1 ano. Este canal de 1 ano é diferente daquele que se vê no gráfico mensal e que já dura 13 anos. Também é diferente daquele canal de alta de 2 meses que se vê no gráfico diário.

Sim, a penúltima semana foi uma barra de sinal de venda no gráfico semanal, mas ela teve um corpo de alta. Ela é, assim, uma barra fraca de sinal de venda. Adicionalmente, o contexto é ruim para os vendedores. Os traders sabem que os compradores entrariam na primeira correção. Como resultado disso, eu disse na semana passada que esse era um setup fraco de venda e que haveria provavelmente mais compradores do que vendedores abaixo da mínima daquela penúltima semana.

Muitos dos compradores que entraram na mínima daquela penúltima semana sabiam que a queda poderia ser de 100 pontos. Eles escalaram mais abaixo. Uma vez que a penúltima semana foi uma barra ruim de sinal de venda sinal, as compras abaixo da mínima daquela semana, escalando mais abaixo e usando um stop longo, teriam 80% de chance de não perder dinheiro, e uma chance muito boa de ganhar dinheiro.

Quando, na quarta-feira, o rali foi novamente acima da mínima da penúltima semana, aqueles compradores poderiam ter saído no zero a zero da sua primeira compra. Eles poderiam ter saído com lucro de sua entrada mais abaixo.

Bandeira de alta em forma de H1, mas um doji

Os compradores entraram agressivamente nessa última semana e reverteram toda a queda de segunda-feira e terça-feira. A semana fechou próximo de sua abertura e, assim, foi um doji no gráfico semanal. Ela foi uma breve pausa em uma tendência de alta. Porém, essa última semana é ainda um sinal de compra para a próxima semana. É uma bandeira de alta em forma de H1.

Mas um doji não é uma barra forte de sinal de compra. Muitos compradores preferirão entrar em outra correção, ao invés de entrar na máxima. Pode haver uma relativa ausência de compradores entrando acima da máxima dessa última semana. Consequentemente, um rali acima da máxima da última semana pode não ir tão longe. Essa barra doji aumenta as chances de algum movimento lateral ao longo das próximas duas semanas.

Gráfico diário do Emini (S&P500):

Forte reversão de alta após rompimento abaixo do canal de alta de 2 meses

Legendas:

Forte reversão de alta após uma esperada correção de 50 a 100 pontos

Vendedores querem um topo duplo ou um topo em forma de triângulo expandido

Movimentos de laterais a ascendentes são prováveis

 

O gráfico diário do Emini (S&P500), nesta última semana, rompeu fortemente abaixo do canal estreito de alta que já durava 2 meses. No entanto, ele também reverteu com força para cima. Essa é uma versão reduzida daquilo que aconteceu no Natal de 2018. Houve uma forte queda, mas ela foi uma armadilha de baixa. Os compradores entraram agressivamente e conseguiram uma tendência de alta ao longo de todo o ano de 2019. Mas a atual armadilha de baixa é menos segura, pois está no topo de um clímax de compra, e não no fundo de um clímax de venda.

Problemas para os compradores

Os compradores, mais uma vez, estão esperando que a queda da última semana seja outra armadilha de baixa. Eles querem que a tendência de alta de 2 meses seja retomada rapidamente e que o ano termine próximo de sua máxima.

Mas há problemas nessa reversão de alta. A barra de sinal de compra da terça-feira não foi especialmente grande. Quarta-feira fez uma barra de entrada e ela foi apenas uma pequena barra de alta. Além disso, teve uma sombra significativa no topo. Quinta-feira fez uma barra de continuidade e ela teve um corpo de baixa. A barra de sexta-feira foi boa, mas não rompeu com força acima da máxima histórica ocorrida na penúltima semana. Os traders querem saber se haverá um topo duplo, principalmente se o Emini estacionar nesse nível por alguns dias. Se houver uma reversão de baixa dentro de poucos dias e após uma nova máxima, teremos um topo em forma de triângulo expandido.

Problemas para os vendedores

Os vendedores tiveram uma grande barra de baixa na segunda-feira e um gap de baixa na terça-feira. A queda foi abaixo do canal de alta que já durava 2 meses. Uma forte reversão de baixa a partir de um rali climático tipicamente tem pelo menos uma segunda perna, de lateral a descendente.

Porém, o Emini devolveu completamente a queda do início da semana. Com muita frequência, um rompimento abaixo da linha de tendência forma uma mínima mais alta. Os traders, assim, retraçarão a linha de tendência. O resultado disso é um canal mais amplo e menos inclinado. Mas ainda está em uma tendência de alta, e não na reversão de baixa que os vendedores queriam.

Também, o rali de 2 meses estava em um canal estreito de alta. Normalmente, um canal estreito de alta não se transforma de forma imediata em uma tendência de baixa. Há usualmente uma transição na qual o mercado faz movimentos laterais por pelo menos 5 a 10 barras. Os vendedores estão esperando que a reversão de alta desta última semana seja parte dessa transição. Eles precisam de um topo duplo com a máxima da penúltima semana.

Quem vencerá?

Com problemas para ambos os compradores e os vendedores, qual lado assumirá o controle? Em geral, uma forte reversão de baixa após um clímax de compra tem pelo menos uma pequena segunda perna, de lateral a descendente.

Porém, quando há uma queda grande e surpreendente, tal como a queda vista na segunda-feira e na terça-feira, há frequentemente um forte rali em seguida. Muitos compradores veem a queda como exagerada e entram naquilo que acreditam que é um rápido desconto nos preços. Muitos vendedores estão surpresos por terem obtido um grande lucro tão rapidamente, e compram de volta parte ou todas as vendas que fizeram lá em cima. Essas compras feitas tanto pelos compradores quanto pelos vendedores normalmente revertem a maior parte ou toda a queda inicial. Isso foi o que vimos acontecer na última semana.

O momentum de compra dessa última semana favorece os compradores. Assim como os favorece as tendências de alta presentes nos gráficos diário, semanal e mensal. Se os vendedores conseguirem levar o Emini a fazer movimentos laterais por alguns poucos dias, eles terão uma chance de 40% de uma reversão de baixa até a mínima da penúltima semana. Mas eles só terão uma chance de 30% de haver um forte rompimento daquela mínima e, assim, de haver um movimento projetado para baixo. Para eles, haverá um topo duplo. No entanto, uma lateralidade é ainda mais provável do que uma reversão de tendência.

Se houver uma segunda perna para baixo, ela pode se tornar uma tendência de baixa? Improvável. Com a tendência de alta forte da forma que está nos gráficos semanal e mensal, as chances favorecem movimentos de laterais a ascendentes ao longo do próximo mês, ou dos próximos dois meses.

O Emini seguirá provavelmente em movimentos laterais por, pelo menos, um ou dois meses, antes que os vendedores consigam uma boa chance de formar uma tendência de baixa. Consequentemente, as chances continuam a favor de movimentos de preço de laterais a ascendentes.

 

1 Nota de tradução: a palavra “rali” aqui é usada com o mesmo sentido da palavra inglesa rally, que denota um movimento de alta.

2 Nota de tradução: o termo aninhada(o) (nested) denota a formação de um padrão menor dentro de um padrão igual, mas maior. Assim, o termo “cunha aninhada” (ou nested wedge, no original em inglês) representa a formação de uma cunha menor dentro de um período no qual ocorreu a formação de uma cunha maior. Em outras palavras, uma cunha dentro de outra cunha.

 

 

* Esta tradução livre para o português tem fins exclusivamente didáticos, foi autorizada por Al Brooks e não pode ser reproduzida ou utilizada de nenhuma forma sem autorização expressa do autor ou editor, exceto para uso em citações breves e desde que com a devida citação da fonte em sua reprodução. O texto original em inglês pode ser encontrado no seguinte link do website do autor: https://www.brookstradingcourse.com/market-analysis/emini-minor-reversal-down-9-week-bull-micro-channel/.

 

Tradução: Filipe Mano (Aluno do Treinamento ao vivo)

Copyright © 2019 de Al Brooks Todos os direitos reservados. Este artigo ou qualquer parte dele, assim como qualquer mídia relacionada, não pode ser reproduzido ou utilizado de nenhuma forma sem autorização expressa, do autor ou editor, exceto para uso em citações breves, com a devida citação da fonte. O uso não autorizado configura crime.

3 Responses

  1. vfranca
    |

    Parabéns pelo trabalho Felipe Mano. Esses relatórios são muito instrutivos

    • Filipe Mano
      |

      Eu é que agradeço por você estar aproveitando essa versão traduzida e por estar dando teu feedback, vfranca. Esses relatórios têm de fato uma riqueza impressionante de informações e traduzí-los nunca será um trabalho, sempre será um prazer.

  2. TiagoNovello
    |

    Obrigado pela exímia tradução. Conteúdo de inestimável valor!

Deixe uma resposta