Relatório Semanal – Al Brooks – 04/01/2020

Parada do Emini na máxima de 2019, após as notícias relacionadas ao Irã

4 de janeiro de 2020, por Al Brooks

Visão Geral de Mercado: Atualização de Final de Semana

Eu tenho tempo apenas para um rápido relatório neste final de semana. No entanto, eu fiz um vídeo daquilo que eu espero para este ano de 2020, e esse vídeo será disponibilizado em breve no website do meu curso.

O Emini rompeu acima da máxima do ano passado, mas houve realização de lucros logo depois, na sequência das notícias de sexta-feira relacionadas ao Irã. Os vendedores querem uma reversão para baixo de 2 a 3 semanas. Porém, eles precisarão de pelo menos uma ou duas barras de baixa antes disso acontecer.

Os contratos futuros de T-bonds de 30 anos estão fazendo uma reversão de alta, a partir do fundo de uma lateralidade de 4 meses. Qualquer reversão de alta será provavelmente minoritária e deve durar de 2 a 3 semanas.

O par EURUSD está parando no topo de uma lateralidade de 6 meses. Os traders querem saber se a tendência de baixa, e que já dura 2 anos, terminou e se uma lateralidade de 1 ano começou. É provável que fique em uma lateralidade neste ano, entre os preços de 1,08 e 1,18.

Gráfico semanal do mercado futuro de T-bonds de 30 anos:

Repique a partir de um fundo duplo

Legendas:

Fundo duplo na média móvel e fundo da lateralidade

Barra externa de alta acima da boa barra de sinal de compra

As chances favorecem uma correção de alta na próxima semana

Bandeira de alta em forma de cunha incompleta (3ª perna não foi abaixo da 2ª perna)

Vendedores precisam de um forte rompimento abaixo da mínima de 7 de novembro, ou precisam de um topo duplo com a máxima de 3 de dezembro

Os contratos futuros dos T-bonds de 30 anos formaram uma barra externa de alta nesta última semana. Agora, há um fundo duplo com a mínima de 7 de novembro. Adicionalmente, a mínima dessa última semana é a 3ª perna de baixa em uma bandeira de alta em forma de cunha incompleta1. As duas primeiras mínimas ocorreram em 13 de setembro e em 7 de novembro. Os traders devem esperar preços mais altos ao longo das próximas semanas.

O primeiro alvo é a máxima mais baixa de 3 de dezembro. Se os compradores conseguirem ir acima dela, então as máximas de 11 de outubro e de agosto são os próximos magnetos. Mas, por conta do topo em forma de cunha aninhada2 formada ao longo de 10 anos no gráfico mensal, as chances desfavorecem um forte rompimento acima da máxima histórica de 11 de outubro. A tendência no decorrer dos próximos 10 anos é de baixa, ainda que haja uma nova e breve máxima histórica, antes da tendência de baixa seguir adiante.

Gráfico semanal do par EURUSD no mercado Forex:

Parada no topo da lateralidade de 6 meses

Legendas:

Rali em forma de cunha no topo do canal de baixa e no topo da lateralidade de 6 meses

Sombra inferior significativa, portanto uma barra fraca de sinal de venda

Espera-se uma correção de 1 a 3 semanas, mas não uma tendência de baixa

Compradores esperam uma continuidade do canal de alta até a máxima de junho ou talvez a máxima de 18 de setembro

Mais lateralidade é provável

O gráfico semanal do EURUSD mostrou uma reversão de baixa nessa última semana, após romper acima da máxima de outubro. Está no topo da lateralidade que já dura seis meses. No entanto, os vendedores foram incapazes de formar uma grande barra de baixa fechando perto de sua mínima. Consequentemente, a última semana criou uma barra fraca de sinal de venda para a semana que vem.

Ainda que o rali3 que já dura 3 meses tenha sido o rali mais forte dos últimos 2 anos, ainda se parece uma perna de alta dentro de uma lateralidade. Falta força compradora persistente a esse rali. Os compradores precisam de mais barras de alta consecutivas, mais barras de alta fechando em suas máximas, poucas barras de baixa e menos barras com sombras superiores e inferiores. Sem que apareçam essas características típicas de uma tendência, os traders continuarão buscando reversões a cada 2 a 3 semanas.

Uma vez que o canal estreito do gráfico mensal, e que já dura 18 meses, é excepcionalmente longo, os traders devem esperar uma evolução para uma lateralidade este ano. O topo da lateralidade estará provavelmente por volta da máxima de setembro de 2018. Esse foi o início do canal de baixa e está próximo do importante número redondo de 1,18. O fundo da lateralidade será a mínima de outubro ou um pouco abaixo, no importante número redondo de 1,08.

Gráfico mensal do Emini (S&P500):

Rali forte, mas se tornando extremo

Legendas:

Rali forte até logo acima do topo do canal de alta de 13 anos e acima da máxima do ano passado

Pelo menos, preços ligeiramente mais altos são prováveis, mas o rompimento acima do canal de alta normalmente falha dentro de 5 barras

Vendedores querem uma reversão pra baixo, mas provavelmente precisarão de um micro topo duplo

Fechamento forte no final de uma década forte

O gráfico mensal do Emini (S&P500) apresentou 4 barras de alta consecutivas antes do início deste mês. Os compradores querem outra barra de alta em janeiro. Mas o Emini está no topo de um canal de alta que já dura 10 anos. Isso provavelmente limitará a extensão de um rali que venha a ocorrer a partir do nível atual. Além disso, 4 barras de alta formadas após uma tendência de alta que já dura 10 anos é algo bem extremo. Isso aumenta as chances de uma pausa dentro dos próximos meses.

Mas 4 barras de alta fechando perto de suas máximas é sinal de compradores fortes. Isso limita o risco de queda ao longo dos próximos poucos meses. Esta probabilidade é verdadeira mesmo que os vendedores sejam capazes de criar uma barra de baixa em janeiro. O melhor que os vendedores possivelmente conseguirão nos próximos meses será uma correção com duração de 1 a 2 barras (1 a 2 meses). Os traders devem esperar, portanto, que o Emini continue a negociar em movimentos de laterais a ascendentes.

Rompimento acima da máxima do ano passado

Eu falei na semana passada sobre o gráfico anual. Esse é o gráfico no qual cada barra representa 1 ano inteiro. Eu disse que a barra do ano passado era a maior barra de alta em uma tendência de alta que já dura 10 anos. Foi, então, uma barra climática e é algo insustentável. Este ano, haverá provavelmente uma barra sem tanta força. Além disso, em até 3 anos, o Emini provavelmente irá iniciar movimentos laterais que se prolongarão pela próxima década.

Porém, neste ano era provável que houvesse um rompimento acima da máxima do ano passado. Os compradores conseguiram isso na quinta-feira, o primeiro dia de negociação deste novo ano e da nova década. Mas os preços recuaram para níveis abaixo da máxima de 2019 na sexta-feira.

Os vendedores esperam por uma falha do rompimento e que esta última semana tenha mostrado a máxima do ano. Eles querem que o ano encerre na sua mínima, de tal forma que se torne um sinal de venda no gráfico anual.

Estamos somente com dois dias em 2020. Os vendedores têm, neste momento, apenas uma chance pequena de conseguir seu objetivo. Mas se eles conseguirem de 2 a 3 barras de baixa consecutivas no gráfico mensal, mais traders suspeitarão que já viram a máxima do ano.

Gráfico semanal do Emini (S&P500):
Forte tendência de alta, perdendo algum momentum

Legendas:

Tendência forte de alta, mas houve dois dojis e, portanto, houve uma perda e momentum

 Uma vez que é um rali em forma de cunha parabólica, provável realização de lucros em breve

Provavelmente haverá somente uma reversão minoritária por conta da forte tendência de alta

Vendedores precisam de barras de baixa antes de haver uma queda mais profunda

 

O gráfico semanal do Emini (S&P500) negociou acima e abaixo do intervalo da penúltima semana. A última semana foi, portanto, uma barra externa. O seu fechamento foi próximo de sua abertura e, assim, a semana foi um doji, o que é uma barra neutra. Uma vez que a barra da penúltima semana foi pequena, estas duas últimas semanas são um sinal de perda de momentum.

Como a tendência de alta desses últimos 3 meses tem sido forte, os traders entrarão na compra na primeira correção de 1 a 3 barras que ocorrer. Consequentemente, é baixo o risco de queda no decorrer das poucas semanas à frente.

Gráfico diário do Emini (S&P500):
Pausa no rali de 3 meses

Legendas:

Correção em uma forte tendência de alta, após um rompimento acima da máxima do ano passado (topo em forma de cunha parabólica da semana passada)

Clímax de compra em forma de cunha parabólica no importante número redondo de 3250  e no topo do canal de alta

Lateralidade estreita de 10 barras após clímax de compra

Clímax de compra, portanto espera-se uma realização de lucros e uma correção de 1 a 2 semanas em breve

 

O gráfico diário do Emini (S&P500) está em uma Tendência de Alta com Correções Rasas (Small Pullback Bull Trend) há 3 meses. No entanto, tem estado em movimentos laterais durante 2 semanas. Isso significa que os compradores não estão tão fortes quanto estavam antes. Isso aumenta a chance de alguma realização de lucros e de uma correção com duração de 2 a 3 semanas.

Os vendedores querem um rompimento de baixa que vá abaixo da lateralidade de duas semanas e, a partir dali, um movimento projetado para baixo. Esse movimento projetado estaria por volta da linha de tendência de alta que já vem traçada há 3 meses.

Os vendedores conseguirão fazer os preços devolverem inteiramente o rali de 3 meses? Provavelmente não, sem que haja antes um topo mais alto. Qualquer reversão neste ponto será minoritária. Os compradores entrarão nessa reversão minoritária, esperando pelo menos um teste da máxima anterior.

1 Nota de tradução: Al Brooks explica o que entende como “cunha incompleta” em seu relatório semanal do dia 28/12/2019, cuja tradução está disponível em https://www.priceaction.com.br/uncategorized/relatorio-semanal-al-brooks-29-12-2019/.

2 Nota de tradução: o termo aninhada(o) (nested) denota a formação de um padrão menor dentro de um padrão igual, mas maior. Assim, o termo “cunha aninhada” (ou nested wedge, no original em inglês) representa a formação de uma cunha menor dentro de um período no qual ocorreu a formação de uma cunha maior. Em outras palavras, uma cunha dentro de outra cunha.

3 Nota de tradução: a palavra “rali” aqui é usada com o mesmo sentido da palavra inglesa rally, que denota um movimento de alta.

* Esta tradução livre para o português tem fins exclusivamente didáticos, foi autorizada por Al Brooks e não pode ser reproduzida ou utilizada de nenhuma forma sem autorização expressa do autor ou editor, exceto para uso em citações breves e desde que com a devida citação da fonte em sua reprodução. O texto original em inglês pode ser encontrado no seguinte link do website do autor: https://www.brookstradingcourse.com/market-analysis/emini-stalling-last-years-high-iran-news/.

Tradução: Filipe Mano (Aluno do Treinamento ao vivo)

Copyright © 2020 de Al Brooks Todos os direitos reservados. Este artigo ou qualquer parte dele, assim como qualquer mídia relacionada, não pode ser reproduzido ou utilizado de nenhuma forma sem autorização expressa, do autor ou editor, exceto para uso em citações breves, com a devida citação da fonte. O uso não autorizado configura crime.

  1. beqjg211
    |

    Show. Valeu Filipe !!

Deixe uma resposta