Manual de Price Action

postado em: Conteúdo Livre | 23

por Al Brooks / tradução e adaptação: Felippe Aranha

*nota: No site em inglês este manual só está disponível aos que compraram o Brooks Trading Course, porém, a versão completa e traduzida está disponível aos membros do Portal Price Action que compraram o curso “Melhores Trades”, o curso do Aranha ou para aqueles que também são membros do Esquadrão SST. Para estes últimos, veja as instruções neste vídeo:  https://youtu.be/r_4fZ4atUlM
Aos que já adquiriram o curso e têm acesso, espero que gostem da tradução. Bom aprendizado!

Eu escrevi este manual online de 26.000 palavras para mostrar a traders iniciantes como se deve operar para ganhar dinheiro como um profissional. Tomei como base o material do “Curso de Price Action do Al Brooks” (Brooks Trading Course), os livros que escrevi e as coisas que falo diariamente na minha sala de operações. Mais abaixo você verá a tabela de conteúdo, mostrando os títulos dos 25 capítulos presentes neste Manual de Price Action.

Cada capítulo é um post do meu blog e esses artigos fornecem a base para se operar utilizando Price Action, além de ser uma boa revisão do material do meu curso em vídeo. O curso vai muito mais a fundo e tem muito mais exemplos, mas estes artigos conseguem dar uma boa ideia preliminar de como eu enxergo e opero os mercados.

Embora em geral eu use gráficos de candle, em minha opinião o contexto é muito mais importante do que padrões de candlestick, independente de se estou operando day trade ou swing trade. Isso vale para o Emini (mini S&P, em Chicago), mercado Forex, mercado de ações e qualquer outro mercado. Eu tomo minhas decisões operacionais baseado na situação em que o mercado se encontra naquele momento, do ponto de vista dos ciclos de mercado. Eu analiso se está em uma tendência ou em uma lateralidade. Se estiver em uma tendência, eu então analiso se está em um canal ou em um rompimento. Depois disso, eu estruturo e gerencio os meus trades através de stops e objetivos que sejam adequados àquele contexto.

O livro Flash Boys (livro sobre operações de alta-frequência) tem recebido muita atenção ultimamente, mas ele não tem nada a ver com day trading. Nós day traders operamos em um tempo gráfico que vai de segundos a minutos, portanto, milissegundos não fazem parte do nosso dia a dia. No entanto, são as instituições financeiras que dominam o mercado, e a maioria das operações que elas fazem é controlada por algoritmos computadorizados. Isso faz com que os mercados estejam cada vez mais próximos da perfeição e acaba por reduzir a margem de todos, mas ainda assim alguns operadores serão melhores que outros e conseguirão ganhar dinheiro consistentemente. Traders não necessariamente têm de ser excelentes, mas têm de ser bons e consistentes.

Apesar de também fazer vários trades curtos por dia (scalps), eu acredito que swings devem ser a base do negócio de todo trader. Um swing é simplesmente qualquer operação na qual o retorno seja no mínimo duas vezes maior que o risco. Considerando que 90% das barras de qualquer gráfico se mostra confusa para quem está operando, a probabilidade da maioria dos trades a qualquer dado momento fica entre 40 e 60%. É por isso que os traders devem priorizar os swings, porque buscar um retorno que é no mínimo duas vezes o tamanho do risco resulta, em 90% do tempo, em uma estratégia que é matematicamente lucrativa para ambos os lados, tanto para quem está comprando como para quem está vendendo. Em outras palavras, buscar swings com potencial de retorno de 2×1 resultará em uma equação positiva para o trader durante a maior parte do pregão.

Alguns operadores se sentem confortáveis em qualquer tipo de mercado, mas outros preferem operar apenas em condições específicas. Por exemplo, eu gosto de trades de alta probabilidade, o que significa que tenho uma predileção por entrar durante rompimentos fortes. Outros traders preferem arriscar pouco, e como consequência são obrigados a operar trades onde a probabilidade é baixa. Isso significa que eles precisam de operações que proporcionem um grande retorno para compensar a baixa probabilidade. Em outro exemplo, muitos operadores experientes reconhecem que não são muito bons em pegar topos e fundos exatos, mas costumam conseguir prever a região aproximada de onde eles irão ocorrer. Esses traders irão então escalar suas operações, aumentando com isso a sua probabilidade de ganhar dinheiro nelas. No entanto, sempre que um trader fizer algo que aumenta a sua probabilidade, ele é obrigado a compensar com um retorno menor, um risco maior ou ambos (uma relação menos vantajosa de risco/retorno, conforme será explicado mais adiante).

Muitos traders procuram ganhar a maior parte do seu dinheiro já nas primeiras horas do dia, buscando swings que resultem em tendências a partir de reversões e rompimentos próximos à abertura. Embora movimentos similares também ocorram nas últimas horas do pregão, estes são muito mais complicados de se operar de maneira lucrativa, já que na maioria dos dias o final da sessão costuma ser dominado por reversões ocorrendo em sequência. Em função disso, não há nada de errado em decidir não operar a última hora do pregão.

Entrar com ordens stop (alguns chamam de ordens start) tende a ser a melhor escolha para a maioria dos operadores, pois o mercado já estará andando a seu favor logo de cara, nem que seja por apenas um tick. Durante fortes rompimentos, entrar com ordens a mercado ou com ordens limitadas no fechamento de barras são também formas eficientes de se operar a favor do momentum, mas são emocionalmente mais difíceis para operadores que estejam começando. Traders experientes irão ainda apostar CONTRA rompimentos, através de ordens limitadas em TOPOS E FUNDOS DE LATERALIDADES. Eles com frequência irão escalar o trade e sair com apenas um scalp. Leva anos para se aprender a fazer isso da maneira correta, portanto, novos operadores devem focar em outros tipos de entrada até que estejam consistentemente ganhando dinheiro (essas técnicas avançadas serão mais comentadas adiante).

Gerenciar bem uma operação é mais importante do que escolher os sinais de compra e de venda. Considerando que durante 90% do pregão a probabilidade de sucesso de um trade, seja de compra ou de venda, gira em torno de 50%, pode-se dizer que na maior parte do tempo há uma maneira de se estruturar um trade lucrativo tanto na compra quanto na venda (o mercado só fica na fase de rompimento durante uns 10% do tempo, e durante esses breves momentos um dos lados pode excepcionalmente ter uma probabilidade de 70% ou mais). Traders simplesmente escolhem se querem comprar ou vender, para depois pensar como irão estruturar as suas operações de uma maneira lucrativa. Por exemplo, quando o mercado está em uma lateralidade, traders irão comprar baixo, vender alto e realizar lucro em scalps. Altistas farão suas compras de maneira escalada ao longo da metade inferior da lateralidade, realizando lucro em scalps curtos na metade superior. Baixistas farão o oposto, escalando suas vendas ao longo da metade superior e realizando lucro na metade inferior.

Quando eu seguro uma posição de um dia para o outro, geralmente eu prefiro usar opções de compra e de venda. Traders não têm necessidade de entender como funcionam Condors ou outras operações complexas com opções, e nem mesmo as chamadas gregas. Eu simplesmente uso puts, calls e spreads de maneira muito simples, similar ao que faço quando opero ações e futuros. Se eu acho q o mercado vai para cima, compro uma call ou um call spread. Se acho que vai para baixo, compro uma put ou um put spread. Existem outras estratégias melhores? Às vezes sim, mas enquanto o que eu estiver fazendo tiver sentido, nunca vou me preocupar se existe alguma outra coisa que talvez seja melhor. Operadores devem evitar a chamada “paralisia analítica”, que ocorre quando eles perdem tanto tempo decidindo como irão arrancar aquele último centavo do mercado, que acabam ficando confusos demais para colocar qualquer ordem, e terminam por não ganhar nenhum centavo!

Embora eu não acredite que um psicólogo possa ajudar a fazer com que um trader se torne vencedor, psicologia de trade é algo importante. Os operadores devem constantemente trabalhar para fazer com que suas emoções não influenciem nas suas decisões. Uma boa maneira para se evitar isso é operar o que eu chamo de “tamanho não estou nem aí”. Opere suficientemente pequeno de modo que você não se incomode caso venha a perder. Isso permitirá que você faça o que tem de ser feito com maior objetividade. A parte mais importante da psicologia operacional é que os traders devem sempre estar em sua zona de conforto; eles precisam estar felizes. Se um trader percebe que está muito ansioso, ele precisa encontrar a razão por trás disso. Será que ele está operando uma posição maior do que deveria, e isso acaba fazendo ele ficar o tempo todo preocupado, pensando se vai perder muito dinheiro? Será que ele está comprando em uma tendência de baixa e rezando para que a tentativa atual de reversão seja aquela que finalmente vai dar certo? É muito menos estressante entrar em menos trades e fazer swings. Todo operador tem a meta de ganhar dinheiro para ele e sua família, mas é importante nunca esquecer do objetivo maior, que é viver uma vida feliz. Aprender a operar corretamente pode ajudar os traders a atingirem ambos os objetivos!

Obrigado por ler o meu Manual de Price Action.

O próximo artigo se chama Price Action e gráficos de Candlestick

Abaixo a lista completa de links para todos os capítulos do Manual de Price Action.

Tabela de Conteúdo:

  1. Price action e gráficos de candlestick
  2. O Ciclo do Mercado
  3. A Equação do Trader
  4. A Importância dos Traders Institucionais
  5. Price Action é baseado em genética
  6. Contagem de Barras
  7. Scalp levado ao extremo e operações manuais de alta frequência
  8. A insensatez de se operar com fundamentos
  9. A insensatez dos indicadores de análise técnica
  10. Operando Rompimentos
  11. Canais de Tendência
  12. Suportes e Resistências
  13. Lateralidades
  14. Reversões de Tendências
  15. Operando Day Trades na Abertura
  16. Modo Sempre Comprado e Modo Sempre Vendido
  17. Iniciantes Devem Entrar Usando Ordens Stop
  18. Setups Perfeitos
  19. Minha Estrutura e Configuração Para Operar Day Trades
  20. Tamanho da Conta na Corretora
  21. Tamanho da Posição
  22. Gerenciamento de Operações
  23. Escalando Operações
  24. Operando Opções (puts e calls)
  25. Psicologia do Trade

Copyright © 2018 de Al Brooks
Todos os direitos reservados. Este artigo ou qualquer parte dele, assim como qualquer mídia relacionada, não pode ser reproduzido ou utilizado de nenhuma forma sem autorização expressa, do autor ou editor, exceto para uso em citações breves, com a devida citação da fonte.

clique aqui para ser direcionado para o artigo original em inglês

23 Responses

  1. edudaguano
    |

    Li cada virgula desse texto umas 3 vezes..
    O que ficou muito marcado pra mim foi a seguinte frase: “Gerenciar bem uma operação é mais importante do que escolher os sinais de compra e de venda”.

    Muito bom.. obrigado pelo conteúdo

  2. Felippe Aranha
    |

    Eduardo, você pegou o espírito do método. Se a abordagem do Al tivesse de ser resumida a uma frase, essa seria uma boa candidata, parabéns pela percepção!

  3. Vinicius da Silva dos Santos
    |

    Com o Al tenho aprendido que gerenciar o stop, reavaliar as premissas e probabilidades a cada barra é o segredo, “o setup milagroso”. O risco/retorno passa ser quase que irrelevante, acertar a operação ou avaliar que está errado e cair fora é o mais importante.

    • Felippe Aranha
      |

      Vínicius, essas coisas que você está aprendendo são realmente MUITO importantes, mas a relação risco/retorno também é, só que ele argumenta que você tem de analisar essa relação juntamente com a probabilidade. Se vc quiser se aprofundar, pode ler no Manual de Price Action o capítulo referente à “Equação do Trader”, esse é um ótimo texto.

  4. VagnerCervigne
    |

    como faço para ter acesso ao manual, sou do SST, mas não me cadastrei pelo link do QG

  5. jvautomoveis@hotmail.com
    |

    Eu sempre falo entrar na operaçao agente sabe porem tem que saber sai dela, so tendo um bom gerenciamento para saber quando sair

    • Felippe Aranha
      |

      Boa Juliano, é exatamente essa a ideia do método

  6. drocha22
    |

    Felipe bom dia, to entando ler o conteudo do manual do price action e esta dizendo que preciso pagar um curso, achei que para membros do sst este conteudo seria gratuito??

    • Felippe Aranha
      |

      Sim, é livre para quem comprou o curso ou para membros do SST, mas nesse último caso você precisa se inscrever através de uma página no site deles. Veja as instruções de inscrição no mural de avisos, no canto esquerdo da página principal do Portal Price Action.

  7. LonBernardo
    |

    Bom dia Aranha
    O conteúdo do Manual, itens 1 a 25, só está disponível para assinantes Premium, mesmo entrando através do site do SST.
    Obrigado

    • Felippe Aranha
      |

      Olá Bernardo, dê uma olhadinha na resposta que eu dei ao Geraldo, que deve resolver, ok? Qualquer dúvida me mande um emial que tentamos resolver.

      abs!

  8. sgeraldo
    |

    Aranha, já sou cadastrado no SST e no portal price action, quando clico no link do curso “Price action e gráficos de candlestick” o sistema exibe a mensagem que esta diponivel apenas para conteudo premium. O que ocorreu? Como posso ter acesso ao manual do price action sendo soldado do SST? abs

    • Felippe Aranha
      |

      Olá Geraldo,

      O acesso não é automático, você precisa se inscrever na “assinatura”(gratuita) do Manual de Price Action, dentro do ambiente do SST. Instruções genéricas dentro do site do SST ou na home page do Portal Price Action. Se você já está inscrito no Portal, não esqueça de se logar antes de fazer a inscrição no produto “Manual, ok?

  9. JGinvest
    |

    Fantástico!!!

  10. Tulio
    |

    Felippe Aranha, boa tarde!

    Parabéns pelo belo trabalho. Estou conseguindo ver o mercado de uma forma muito mais clara do que antes de começar a ler o Manual de Price Action. Só de saber que esta é uma pequena “ponta do Iceberg” me deixa ainda mais sedento por conhecimento. Em breve farei a aquisição do curso, pois optei por ler primeiro o manual, assim estarei mais atualizado com o método do Al Brooks e certamente irá fluir melhor as aulas.

    Estou a inteira disposição caso precise de algum apoio no seu projeto.

    Ah, não poderia deixar de agradecer ao Esquadrão, pois foi através do SST que cheguei até o seu projeto.

    VALEU SST!!!!

    Um forte abraço e sucesso!

    Atte,
    Túlio Sardinha

  11. lucas.dlk
    |

    oi felippe comigo esta dando o mesmo erro só consigo ver a pagina 1 quando tento ler as outras diz que exibe a mensagem que esta diponivel apenas para conteúdo Premium porque? ja estou logado mesmo assim não consigo ver o manual todo

    • Felippe Aranha
      |

      Bom dia Lucas,

      Caso você não tenha comprado o curso, para ter acesso gratuito ao manual, você precisa se inscrever via site do SST. Instruções do lado esquero da página inicial aqui do Portal Price Action, ou lá no SST.

  12. ThiagoPaz
    |

    Material sensacional, excelente trabalho de tradução e adaptação Felippe.
    Uma dúvida o curso principal do Al Brooks esta com legendas em português ou esta totalmente em inglês ?

    • Felippe Aranha
      |

      Obrigado, Thiago! O curso principal está totalmente em inglês, mas já estamos traduzindo para legendas alguns capítulos selecionados, com o básico do básico da metodologia.

  13. ATILA
    |

    Vários insights interessantíssimos. Acenei com a cabeça várias vezes, ri com satisfação de já saber alguns e ri com certa timidez por já ter me ferrado ignorando alguma desses preceitos acima. Enfim hehe.
    Gosto do conteúdo do Al pois não só tem uma abordagem técnica bastante completa como também, de forma direta, sabe dizer o que tem de ser dito sobre as alegrias e dores do mundo do trader (parte psicológica).
    Hoje sabemos que os aspectos mentais são primordiais para a excelência em qualquer ramo de atividade profissional, e logicamente o Mercado cabe nessa contextualização, já que admitimos que boa parte das movimentações de preço são manifestações do comportamento humano (ainda que se valendo de softwares).
    Abraço e bons estudos a todos!

  14. juniorxd
    |

    Top Aranha, poderia ter um PDF dessa obra de arte, muito obrigado pelo grandioso trabalho.

Deixe uma resposta