Relatório Semanal – Al Brooks – 05/06/2021

Emini no topo da lateralidade de 2 meses e em Tendência de Alta com Correções Rasas

5 de junho de 2021, por Al Brooks

Visão Geral do Mercado: Atualização de Final de Semana

O Emini (mini contrato futuro do S&P500) está no topo de uma lateralidade de 2 meses. Um rompimento de alta é um pouco mais provável. Os vendedores querem uma reversão de baixa a partir de um topo duplo.

O par EURUSD está próximo ao topo de uma lateralidade de 11 meses aninhada (contida) em uma lateralidade de 7 anos. As chances favorecem ligeiramente um rompimento de alta. Enquanto um rompimento não ocorre, os traders estão buscando reversões a cada intervalo de poucos dias.

Par EURUSD no mercado Forex 

Gráfico mensal do par EURUSD

Legendas:
Lateralidade de 11 meses perto do topo da lateralidade de 7 anos
Modo Rompimento, o que significa que há cerca de 50% de chance de um rompimento de alta ou de baixa
Probabilidade ligeiramente mais alta para os compradores, uma vez que o rali de 2020 foi mais forte do que a queda de preços de 2018-2019
Topo duplo com máxima mais baixa, formado com a máxima de fevereiro de 2018
Fundo duplo com mínima mais alta, formado com a mínima de novembro de 2020
Se houver uma reversão de baixa, e após isso formar uma mínima mais alta, a lateralidade se tornará um triângulo
  • Lateralidade de 11 meses no topo da lateralidade de 7 anos. A maioria das tentativas de rompimento de uma lateralidade falha, adicionando mais barras a essa lateralidade.
  • Lateralidades têm sempre tanto sinais razoáveis de compra quanto de venda.
  • Com frequência, elas contêm tanto um topo duplo quanto um fundo duplo. O padrão normalmente se torna um triângulo antes de ocorrer um rompimento.
  • Até agora, em junho, a barra é uma barra interna de baixa. Os vendedores estão esperando que seja o início de uma queda dos preços até o fundo da lateralidade de 7 anos. É mais provável, porém, que não seja (ver comentários abaixo).

Lateralidade de 11 meses

  • Fundo duplo com mínima mais alta (mínimas de novembro de 2020 e março de 2021) e topo duplo com máxima mais baixa (máximas de janeiro e maio de 2021).
  • Vendedores querem um forte rompimento para baixo da mínima de março, que é a linha de pescoço do topo duplo de janeiro 2021/maio 2021.
  • Após isso, eles querem um movimento projetado a partir da mínima de novembro de 2020 (fundo da lateralidade de 11 meses) e até o fundo da lateralidade de 7 anos.
  • Os vendedores também querem uma 2ª perna de baixa a partir do topo em forma de cunha que ocorreu no ano passado.
  • Os compradores, por sua vez, querem que qualquer queda em junho ou julho seja uma correção do forte rali de abril/maio.
  • Eles querem que o fundo duplo de novembro 2020/março 2021 leve a um rompimento para cima do topo da lateralidade, formado em fevereiro de 2018.
  • O rali de abril/maio foi suficientemente forte e, por isso, a queda de preços em junho tem maior probabilidade de ser uma correção desse rali, ao invés de ser o início de uma tendência de baixa.
  • Portanto, uma queda em junho e julho provavelmente estagnará acima da mínima de março e a lateralidade de 11 meses se tornará um triângulo.

Lateralidade de 7 anos

  • Fundo duplo com mínima mais alta (mínimas de janeiro de 2017 e março de 2020) e topo duplo com máxima mais baixa (máximas de fevereiro de 2018 e janeiro de 2021).
  • Se houver uma grande reversão de baixa a partir daqui, provavelmente não romperá abaixo do fundo de 2017 da lateralidade de 7 anos, pois o rali do ano passado foi forte e ele veio a partir de uma mínima mais alta.
  • Além disso, qualquer queda provavelmente inverterá a direção a partir de preços acima da mínima mais alta formada em março.
  • Assim, se houver uma forte queda a partir de agora, é mais provável que a lateralidade se torne um triângulo. 

Contratos futuros de Emini

Gráfico mensal do Emini

Legendas:
Dojis consecutivos e, assim, o forte rali está estagnando
A barra de junho, até agora, é um doji de baixa, mas está em uma forte tendência de alta
A 1ª reversão de baixa provavelmente será minoritária e durará dois ou três meses
3ª perna de alta dentro da forte tendência de alta que já dura um ano. Portanto, um pequeno rali em forma de cunha parabólica desde setembro
Se a barra de junho for uma barra de baixa, isso então aumentará a chance de preços mais baixos em julho

 

  • Forte rali a partir da mínima da pandemia formada em março, mas o rali teve 3 pernas de alta. É, portanto, uma cunha parabólica, o que normalmente atrai a realização de lucros.
  • Movimentos climáticos de compra podem durar mais tempo do que parece razoável.
  • Uma cunha parabólica não garante que haverá realização de lucros. A Tendência de Alta com Correções Rasas poderia continuar por muitos meses, sem que houvesse uma correção de 2 a 3 meses, mas isso é improvável.
  • Até agora, a barra de junho é uma pequena barra interna de baixa.
  • Se ela permanecer como uma barra de baixa, muitos traders a enxergarão como um sinal de realização de lucros em um clímax de compra em forma de cunha parabólica. Isso aumentaria a chance de preços mais baixos por pelo menos dois meses.
  • Os compradores querem que junho seja uma 5ª barra consecutiva de alta. Isso seria incomum, ao ocorrer tardiamente em um clímax de compra.
  • Portanto, provavelmente a barra de junho fechará abaixo de sua abertura, ainda que os preços neste mês atinjam níveis acima da máxima de maio antes da barra fechar.
  • Como a tendência de alta é bem forte, se o Emini cair por alguns poucos meses, a reversão será provavelmente minoritária.
  • Uma reversão minoritária possui apenas 30% de probabilidade de se tornar uma tendência de baixa (e, assim, acabar como uma reversão majoritária), sem que antes se torne pelo menos uma pequena lateralidade.
  • Enquanto a 1ª correção deve provavelmente durar apenas poucos meses, é importante notar que ela pode levar a uma lateralidade que, por sua vez, pode durar um ano ou mais. O clímax de compra de janeiro de 2018 levou a uma lateralidade que durou 2 anos. A lateralidade que iniciou em 2014 durou mais de um ano, apesar da tendência de alta muito forte que a antecedeu.

Gráfico semanal do Emini

Legendas:
Doji de baixa dentro de uma lateralidade estreita de 8 semanas
Rali fraco a partir de uma barra de sinal de compra de H1 formada há 2 semanas, dentro de uma Tendência de Alta com Correções Rasas
Clímax de compra e logo abaixo do alvo de movimento projetado, mas ainda não há um topo formado
1ª reversão de baixa será minoritária, mas pode levar a uma lateralidade por alguns meses
  • Uma semana que mostrava uma barra externa semanal de baixa, mas que reverteu para cima e terminou como uma barra externa semanal de alta.
  • Fechou acima da máxima da penúltima semana, mas não acima da máxima histórica de 7 de maio.
  • Como fechou logo abaixo da máxima histórica, pode abrir com gap de alta para fazer uma nova máxima nessa próxima semana.
  • Os vendedores querem uma reversão de baixa a partir de um pequeno topo duplo, formado com a máxima de 7 de maio. Como estamos em uma forte tendência de alta, uma reversão minoritária é mais provável do que uma tendência de baixa. Uma reversão minoritária deve durar somente poucas semanas, assim como todas as outras reversões minoritárias desde a mínima de março de 2020.
  • Tendência de Alta com Correções Rasas desde março de 2020.
  • Uma Tendência de Alta com Correções Rasas tipicamente se torna uma lateralidade assim que passa a ter aproximadamente 60 barras. Dessa forma, uma lateralidade é provável em breve.
  • O gráfico semanal está em uma lateralidade há 8 semanas, mas isso provavelmente não é suficiente para encerrar a Tendência de Alta com Correções Rasas. As chances continuam favorecendo preços mais altos.
  • Quando uma forte tendência termina, normalmente ela levará a uma correção mais profunda e que deve durar mais tempo do que todas as correções anteriores naquela tendência.
  • A atual tendência teve uma correção de 10% que durou 2 meses (setembro e outubro de 2020).
  • Assim que houver uma correção mais profunda, ela deve ser de mais de 10% e deve durar mais do que 2 meses.
  • Se houver uma correção maior do que 10%, os traders começarão a buscar uma correção de 20%. Isso porque as instituições dizem que uma correção se converte em uma tendência de baixa assim que atinge 20%. Os traders enxergam isso como um nível psicológico de suporte e, portanto, um magneto.
  • Qualquer reversão pode ser majoritária (se tornar uma tendência de baixa). A 1ª reversão de baixa dentro de uma Tendência de Alta com Correções Rasas tem apenas 30% de probabilidade de se tornar uma tendência de baixa, sem antes se transformar em uma lateralidade.
  • Por isso, ainda que haja uma correção de 20% que venha a durar vários meses, os traders esperarão por um teste da máxima, antes de vermos uma probabilidade de 40% em favor de uma tendência de baixa.
  • Até que haja uma clara e forte reversão de baixa, as chances são de que cada queda venha a ser uma pequena correção que levará a uma nova máxima na sequência.
  • Uma correção mais profunda (10% ou mais) normalmente não está clara até que já esteja no meio de seu caminho.

Gráfico diário do Emini

Legendas:
Topo duplo e fundo duplo formados desde 12 de maio. Portanto, em Modo Rompimento
Lateralidade de 8 semanas também é um Modo Rompimento
Sinal de compra por conta de uma bandeira de alta em forma de H1 acionado na sexta-feira, mas os compradores precisam de barras consecutivas de alta fechando acima da máxima de 7 de maio, para que os traders concluam que um movimento projetado para cima está em andamento
Vendedores querem uma reversão de baixa a partir de um topo duplo
Se fizer uma nova máxima e reverter para baixo, haverá também um topo em forma cunha

 

  • A barra de sexta-feira acionou o sinal de compra por conta de uma bandeira de alta em forma de H1.
  • Aquela barra de sexta-feira fechou perto de sua máxima e, por isso, pode abrir com gapde alta em direção a uma nova máxima histórica nessa próxima semana.
  • Ainda que estejamos em uma lateralidade há 2 meses, os traders continuam esperando por preços mais altos. Atualmente, há uma probabilidade de 60% de vermos um rompimento de alta, e 40% de vermos um rompimento de baixa.
  • Os vendedores querem uma reversão de baixa a partir de preços por volta da máxima histórica de maio. O Emini parou durante 2 meses em preços logo acima dos 4200 pontos. Portanto, é uma importante resistência em um mercado sobre comprado.
  • Se fizer uma nova máxima na próxima semana e, após isso, reverter para baixo, se tornará um rali em forma de cunha para criar um topo duplo com máxima mais alta. As primeiras duas pernas da cunha são as máximas de 14 de maio e de 1º de junho.
  • Um rali em forma de cunha que leva a um topo duplo é um padrão comum de topo.
  • Estatisticamente, o mercado acionário tende a fazer um rali que vai de 26 de junho a 6 de julho. Isso significa que ele tende a não fazer qualquer rali no meio do mês de junho, o que aumenta a chance de movimentos de laterais a descendentes por algumas semanas.
  • A maioria das tentativas de formar topo falha. Os traders continuarão comprando cada reversão de baixa, até que uma delas se mostre extremamente forte. Daí, eles concluirão que o mercado de fato está fazendo uma correção mais profunda.
  • Uma correção mais profunda normalmente já está no meio do seu caminho quando os traders decidem que ela de fato está ocorrendo.
  • Assim que os traders acreditarem que o mercado está em uma correção mais profunda, eles gostam de esperar por uma 2ª perna de baixa, antes de comprar novamente. Esse processo pode durar várias semanas, e possivelmente uns poucos meses. E ele pode começar a qualquer momento.
 

* Esta tradução livre para o português tem fins exclusivamente didáticos, foi autorizada por Al Brooks e não pode ser reproduzida ou utilizada de nenhuma forma sem autorização expressa do autor ou editor, exceto para uso em citações breves e desde que com a devida citação da fonte em sua reprodução. O texto original em inglês pode ser encontrado no seguinte link do website do autor: https://www.brookstradingcourse.com/analysis/emini-2-month-trading-range/.

 
Tradução: Filipe Mano (Aluno do Treinamento ao vivo)

Copyright © 2021 de Al Brooks Todos os direitos reservados. Este artigo ou qualquer parte dele, assim como qualquer mídia relacionada, não pode ser reproduzido ou utilizado de nenhuma forma sem autorização expressa, do autor ou editor, exceto para uso em citações breves, com a devida citação da fonte. O uso não autorizado configura crime.

  1. drcarmona
    |

    Sempre muito bom ler esses relatórios. A análise do mercado feita pelo Al Brooks é muito bem embasada. 👏🏻👏🏻👏🏻

Deixe um comentário