Relatório Semanal – Al Brooks – 02/11/2019

postado em: Uncategorized 1

Sinal de compra acionado no Emini, por conta da superação da máxima da barra mensal de outubro, que foi uma barra externa de alta

2 de novembro de 2019, por Al Brooks

Visão Geral de Mercado: Atualização de Final de Semana

O Emini abriu em gap de alta no gráfico mensal e ele está numa Tendência de Alta com Correções Rasas (Small Pullback Bull Trend) no gráfico diário. Provavelmente, irá fazer preços mais altos por pelo menos mais um mês.

O Bitcoin fez uma forte reversão de alta há 2 semanas, mas apresentou uma barra de continuidade com corpo de baixa na última semana do gráfico semanal. É provável que existam compradores abaixo da mínima dessa última semana. Porém, o Bitcoin ficará provavelmente numa lateralidade por muitos meses.

O gráfico semanal do EURUSD fez, nesta última semana, um sinal de compra por conta de uma bandeira de alta em forma de H1. O par de moedas negociará provavelmente em preços mais altos na próxima semana. Além disso, há uma probabilidade de 50% de que ele venha a testar a máxima de junho dentro dos próximos meses.

 

Gráfico semanal do Bitcoin:

Movimento de baixa ou retomada da tendência de alta?

Legendas:

Reversão forte de alta na penúltima semana, a partir dos preços abaixo da mínima do clímax de compra ocorrida em 4 de junho
Última semana foi uma barra interna com corpo de baixa e, portanto, não houve continuidade na compra
Vendedores querem uma falha de rompimento de alta (armadilha de compra) e outra máxima mais baixa no canal de baixa
Uma vez que é provável pelo menos uma pequena segunda perna de alta após a Barra Surpresa, haverá provavelmente compradores abaixo da mínima da última semana
Pode haver uma lateralidade entre US$6.000 e US$14.000 por muitos meses

O gráfico semanal do Bitcoin, em setembro, rompeu com força abaixo de um triângulo que já durava 3 meses. Em julho e agosto, eu disse que os compradores queriam entrar abaixo da mínima do clímax de compra ocorrido em junho, e não nos US$10.000. Portanto, eu avisei que o suporte dos US$10,000 não seguraria e que haveria um teste abaixo dos US$7.500. A queda de setembro foi esse teste.

Quando há um rompimento para baixo num triângulo, há normalmente uma correção até o vértice desse triângulo rompido. E no momento em que essa correção acontece, os traders decidem se a tendência de baixa continuará ou se a correção é de fato o início de uma reversão para uma tendência de alta.

Parte da decisão que deverá ser tomada pelos traders envolve uma verificação da força do rali1 que levou os preços de volta para o triângulo. O rali de duas semanas atrás no gráfico diário foi surpreendentemente forte. Uma Barra Surpresa de alta normalmente leva a, pelo menos, uma pequena segunda perna de alta.

Como consequência, provavelmente os traders comprarão no movimento de queda. Haverá provavelmente compradores abaixo da mínima da última semana. Os traders devem esperar pelo menos um teste do topo do rali ocorrido há 2 semanas.

Se houver um rompimento acima daquela máxima do rali, a mínima de outubro provavelmente permanecerá como mínima pelos próximos meses. Além disso, os compradores teriam uma chance razoável de que os preços façam um rali em direção a qualquer uma das máximas mais baixas feitas desde o topo de junho.

A hipótese dos vendedores não é forte neste momento

Os vendedores esperam que esta última semana seja uma barra de sinal de venda plausível. Eles querem que o rali de duas semanas atrás seja uma armadilha de compra e somente um teste do vértice do triângulo. Sabem que provavelmente haverá um teste da máxima de outubro. Se eles conseguem uma reversão de baixa nesse ponto, terão um micro topo duplo. Isso lhes daria uma probabilidade melhor para um rompimento abaixo da mínima de outubro e para um movimento em direção ao fundo de US$6.000 da lateralidade de 2018.

Confusão é uma marca de uma lateralidade

O que é mais provável para as próximas semanas? O Bitcoin provavelmente negociará abaixo da mínima dessa última semana. Ele pode seguir em movimentos de laterais a descendentes por várias semanas, assim como ele fez após a reversão de alta ocorrida em 23 de dezembro de 2018. No entanto, há confusão e incerteza suficientes para limitar o movimento de alta e de baixa por alguns meses e, talvez, por muitos meses.

Quando os traders não aguardam um rali forte ou uma queda forte, eles realizam lucros rapidamente. O resultado é usualmente uma lateralidade. O fundo da lateralidade está por volta da mínima de outubro. Porém, ela pode se expandir até os US$6.000, que foi o fundo da lateralidade de 2018. Enquanto o patamar de US$10.000 poderia ser o topo dessa lateralidade, o topo mais provável será em torno das máximas ocorridas de junho a agosto, por volta dos US$ 12.000.

Uma lateralidade é mais provável do que uma tendência de alta

O que é mais provável que aconteça? Uma bagunça. Em outras palavras, uma lateralidade, e ela poderia ser maior e durar mais tempo do que os traders desejam. Há atualmente 50% de probabilidade de que o fundo da lateralidade seja em torno dos US$6.000. Os compradores têm apenas 30% de chance de que esse último rali seja o início de uma tendência de alta em direção aos US$ 20.000. Qualquer rali terá grande dificuldade de romper acima dos US$12.000, ponto no qual o Bitcoin reverteu repetidamente nos últimos 2 anos. Eu acredito que o topo em forma de V invertido de 2017 foi simplesmente uma falha de rompimento acima dos US$12.000.

O gráfico diário provavelmente testará a máxima de 2 semanas atrás. O teste poderia acontecer na próxima emana. Mas, antes disso, poderia haver uma correção profunda que duraria algumas semanas.

Se houver uma forte reversão de baixa a partir de um micro topo duplo formado com a máxima de outubro, os traders buscarão uma correção profunda, tal como uma até o fundo de US$6.000 da lateralidade de 2018. Alternativamente, se o rali rompe com força acima da máxima, os traders irão esperar um teste das máximas de setembro ou agosto, por volta dos US$12.000. Em ambos os casos, o Bitcoin provavelmente não será capaz de romper abaixo dos US$6.000 ou acima dos US$12.000, por pelo menos 6 meses.

É muito cedo para concluir que o gráfico fez a mínima e que a tendência de alta está sendo retomada. Uma lateralidade é sempre mais comum do que uma tendência. O gráfico diário fez movimentos laterais logo acima dos US$10.000 por vários meses. Se ele for acima dos US$10.000, há uma boa chance de que faça novamente movimentos laterais por pelo menos várias semanas. Os traders devem esperar uma lateralidade nos próximos 6 a 12 meses. O fundo provavelmente estará entre os US$6.000 e os US$7.500, e o topo estará entre os US$10.000 e os US$12.000.

Gráfico semanal do par EURUSD no mercado Forex:

Bandeira de alta em forma de H1 com espaço para chegar na linha de tendência de baixa logo acima

Legendas:

Barra interna de alta e, portanto, uma barra de sinal de compra por conta de bandeira de alta em forma de H1
Deve atingir a linha de tendência de baixa e provavelmente a máxima de 25 de junho
Vendedores querem uma reversão de baixa a partir da linha de tendência de baixa ou a partir de um topo duplo formado com a máxima de junho

O gráfico semanal do EURUSD apresentou um forte rali por 3 semanas, mas corrigiu na última semana. Essa última semana formou uma barra interna com corpo de alta. É, portanto, um sinal de compra para a próxima semana, por conta de uma bandeira de alta em forma de H1.

Após o rali forte, os compradores esperam pelo menos uma pequena segunda perna de alta. Um alvo óbvio é a linha de tendência de baixa que se iniciou em setembro de 2018. Está atualmente em 1,1214, o que é somente 40 pips acima da máxima da última semana.

Um alvo mais importante é a máxima mais baixa majoritária de junho, nos 1,1413. Se os compradores conseguirem alguns fechamentos consecutivos acima dessa máxima, os traders concluirão que a tendência de baixa se transformou numa lateralidade e, possivelmente, numa tendência de alta.

O gráfico mensal de EURUSD fez uma reversão de alta minoritária

O gráfico mensal (eu o postei no relatório da semana passada) não fez duas barras de alta fortes e consecutivas desde a queda que se iniciou em fevereiro de 2018. No entanto, a queda ainda está se mantendo acima da mínima de 2017. Uma vez que essa mínima de 2017 foi o fundo de um forte rali que durou 1 ano, a queda que já dura 21 meses é provavelmente ainda uma bandeira de alta.

Mas o canal de baixa foi estreito. Quando isso ocorre, qualquer tentativa de reversão será provavelmente minoritária. Isso significa que a tentativa de reversão poderia durar mais algumas poucas barras (meses), mas é provável que o EURUSD faça, após isso, um teste em preços mais baixos.

Os compradores normalmente precisam de pelo menos um pequeno fundo duplo, antes que consigam transformar uma tendência de baixa numa tendência de alta (portanto, uma reversão majoritária de tendência). Até haver um fundo duplo, os traders assumirão que o rali é minoritário. Eles enxergarão esse rali como uma perna de alta na tendência de baixa ou uma perna de alta numa lateralidade em formação.

Gráfico mensal do Emini (S&P500):

Emini acionou sinal de compra de barra externa de alta, com gap de alta acima da máxima de outubro

Legendas:

Outubro negociou abaixo e acima de setembro. Portanto, uma barra externa mensal de alta
Novembro fez um gap acima da máxima de outubro e acionou um sinal de compra mensal
Preços mais altos provavelmente em novembro
Vendedores querem que haja uma falha de rompimento
Precisam de uma barra de baixa e de sinal de venda em novembro (ainda pouco provável)

O gráfico mensal do Emini (S&P500) em outubro negociou abaixo da mínima de setembro e, após isso, acima da máxima de setembro. A barra mensal de outubro foi, portanto, uma barra externa de alta, o que é um sinal de compradores fortes. Adicionalmente, ela fechou acima da máxima de setembro. Isso é ainda melhor para os compradores. Finalmente, ela fechou acima da máxima histórica que havia ocorrido em julho. Assim, outubro fez o mais alto fechamento histórico no gráfico mensal. Os traders devem esperar preços mais altos ao longo dos próximos meses.

Novembro pode formar uma barra de sinal de venda?

Uma barra externa de alta numa tendência de alta é uma barra de sinal de compra. O sinal de compra foi acionado na última sexta-feira, quando o Emini abriu em gap de alta acima da máxima de outubro. Mas se novembro apresentar uma reversão de baixa, isso seria uma barra de sinal de venda para dezembro.

Gaps no gráfico mensal raramente permanecem abertos. Consequentemente, o Emini provavelmente negociará novamente abaixo da máxima de outubro em algum momento neste mês. O gap pode levar, ainda, de 5 a 10 barras (meses) para fechar.

É importante notar que os gráficos mensal e semanal estão fortemente altistas. Se novembro formar uma barra de sinal de venda no gráfico mensal, é provável que existam compradores abaixo dela. Os traders devem esperar preços mais altos por, pelo menos, mais um ou dois meses.

Gráfico semanal do Emini (S&P500):

Rompimento até nova máxima, testando o topo do triângulo expandido

Legendas:

Barra de alta fechando na sua máxima, 4ª barra de alta consecutiva, preços mais altos são prováveis
Alvo de movimento projetado logo abaixo dos 3200
Vendedores querem uma reversão a partir do topo do triângulo expandido mas, após 4 barras de alta, é provável que precisem de um micro topo duplo

O gráfico semanal do Emini (S&P500) fez sua 4ª barra consecutiva de tendência de alta nesta última semana. Ela fechou na sua máxima e numa nova máxima histórica semanal. Os traders comprarão durante a primeira reversão de baixa. Eles esperam preços mais altos ao longo das próximas semanas.

Também fez um topo no triângulo expandido que já dura 22 meses, no gráfico semanal (e no gráfico mensal). Na última semana, os preços romperam levemente acima da linha superior do triângulo expandido. Enquanto a linha pode provocar alguma hesitação, ela não é uma resistência suficientemente forte para interromper abruptamente o rali. Os vendedores precisarão de pelo menos um micro topo duplo, antes de buscar vendas no gráfico semanal. Os traders esperam que o Emini faça movimentos de laterais a ascendentes pelas várias semanas que se seguirão.

Gráfico diário do Emini (S&P500):

Tendência de Alta com Correções Rasas

Legendas:

Tendência de Alta com Correções Rasas de 4 semanas e, portanto, é provável que ocorram preços mais altos
Vendedores precisam de pelo menos um micro topo duplo, antes que haja até mesmo uma reversão minoritária de baixa

 

O gráfico diário do Emini (S&P500) fez um gap de alta em direção a uma nova máxima histórica, na última sexta-feira. Adicionalmente, fechou na sua máxima. O rali de outubro está acelerando, no momento em que o Emini está rompendo acima da lateralidade que já dura 22 meses.

Cada correção ocorrida no último mês durou somente uma ou duas barras. Isso é uma Tendência de Alta com Correções Rasas (Small Pullback Bull Trend). São aguardados preços mais altos ao longo das próximas semanas.

Tendências de alta não sobem em linha reta para sempre. Haverá sempre realizações de lucros que causarão correções. Algumas vezes, as vendas serão fortes o suficiente para reverter a tendência.

Porém, esse rali está acelerando na forma de uma curva parabólica. Os vendedores precisam fazê-lo parar de subir, antes que possam criar alguma reversão. Esse é um processo que leva tempo. No mínimo, os vendedores normalmente precisam de um micro topo duplo, que leva poucos dias para se configurar.

Mas, mesmo o micro topo duplo não é normalmente suficiente para reverter uma tendência de alta. Os compradores entrarão na primeira reversão de baixa, ainda que ela seja surpreendentemente forte. A maioria dos topos exige um topo duplo, e não apenas um micro topo duplo. A criação de um topo duplo usualmente leva semanas. Por isso, o risco de queda é pequeno para as próximas semanas.

O que acontece se o Emini faz um gap de baixa em algum dia da próxima semana? Sim, isso seria um topo em forma de ilha de reversão (island top), mas a maioria dos topos em forma de ilha de reversão é um padrão minoritário de reversão. Os traders deve esperar que o Emini esteja mais alto do que está hoje, dentro de um mês e, provavelmente, dentro de dois meses.

1 Nota de tradução: a palavra “rali” aqui é usada com o mesmo sentido da palavra inglesa rally, que denota um movimento de alta.

* Esta tradução para o português tem fins exclusivamente didáticos, foi autorizada por Al Brooks e não pode ser reproduzida ou utilizada de nenhuma forma sem autorização expressa do autor ou editor, exceto para uso em citações breves e desde que com a devida citação da fonte em sua reprodução. O texto original em inglês pode ser encontrado no seguinte link do website do autor: https://www.brookstradingcourse.com/market-analysis/emini-triggered-monthly-outside-up-buy-signal-october-high/ .

Tradução: Filipe Mano (Aluno do Treinamento ao vivo)

Copyright © 2019 de Al Brooks Todos os direitos reservados. Este artigo ou qualquer parte dele, assim como qualquer mídia relacionada, não pode ser reproduzido ou utilizado de nenhuma forma sem autorização expressa, do autor ou editor, exceto para uso em citações breves, com a devida citação da fonte. O uso não autorizado configura crime.

  1. vfranca
    |

    Acompanho esses relatórios no blog do Al Brooks e acho que fazem bastante sentido. Parabéns pela iniciativa de traduzí-los aqui

Deixe uma resposta