Pregão de 26/09/2019 – Análise Barra a Barra dos principais trades

postado em: Blog do Aranha 7

O pregão de ontem havia encerrado com um forte rali até a barra 105, e o diário mostrava uma barra careca fechando na máxima.

O pregão de hoje abriu com forte gap de alta, mas ocorrendo após já ter havido um número grande de barras na tendência de alta a partir da mínima de ontem, com diversos CLX consecutivos e 3 puxadas. Além disso, o gap de hoje mais a continuidade até a barra 3 formaram o movimento mais forte da tendência, e era de se esperar uma correção TBTL até a EMA e que preenchesse o gap até a HOY.

Essa correção aconteceu em forma de BO e posterior TC, da barra 4 à barra 15, e por isso não se deveria pensar em compras de H2 acima da barra 13, mesmo estando em uma região que favorecia suporte. Nesses casos, é melhor aguardar por um número suficiente de barras laterais ou uma correção profunda, de modo a arrefecer um pouco do ímpeto dos vendedores. Da 14 à 20, ocorreram os dois e na 20 já se poderia considerar uma compra para uma eventual retomada à HOD, próxima à abertura de NY.

A tentativa de retomada falhou na barra 19 e formou um BC de baixa, que deu a tônica dos trades até a barra 38. Nesse BC de baixa, ganhou dinheiro quem vendeu correções após novas mínimas, por exemplo em fortes barras de alta, toques de canal, correções de 50% ou 2/3 com ordens limitadas, e realizou lucro em novas mínimas. Maneiras clássicas de se operar BC de baixa. Opcionalmente também ganhou dinheiro quem comprou novas mínimas com ordens limitadas e realizou em scalps.

Além de BC de baixa, todo o movimento entre as barras 14 e 38 foram também TTR, e portanto uma lateralidade e estaria ok para iniciantes não fazerem nada nesse trecho. Entretanto, traders de nível intermediário em diante poderiam operar como citado na última linha ou simplesmente enxergar que desde o início do dia o canal de baixa poderia ser apenas uma correção da forte alta anterior, e dessa maneira a HOD poderia ser testada novamente, ainda mais considerando que a amplitude do dia estava curta e precisava expandir. Esses traders iriam tentar alongar as suas operações, tentando swings da HOD ou até mais, e não sairiam em scalps. Sabiam que o preço seria ter de aguentar correções e se usassem stops curtor teriam de ter saído no empate sempre que a tentativa de retomada falhasse, mas seriam bem sucedidos a partir do BO das barras 42 e 43, que tornaram o mercado AIL. Esse foi um trade de bandeira de alta em forma de wedge ou fundo duplo, com a tendência tendo sido a alta desde a mínima de ontem, e a bandeira sendo o canal de baixa de hoje.

Como o dia era um canal estreito de baixa, mesmo enxergando essa possibilidade de nova HOD o trader deveria ter comprado baixo em novas mínimas e seus respectivos FBOs, ou aguardado a barra 43 romper acima da 35, q era um swing anterior no canal de baixa do dia, rompendo também a LTB e fechando na máxima dela. AIL e ok entrar nela, melhor do que entrar na 42, que teve comportamento similar às barras 18, 21, 25 e 30, que foram barras fortes mas falharam. A 43 deu continuidade e quebrou o padrão do canal de baixa, por isso seria uma entrada mais razoável que a 42, e você paga mais caro por essa melhor probabilidade, com um stop mais longo e um preço mais alto.

Barra 47 foi uma L2 em uma possível MTR, mas vinda de um forte rali de alta desde a barra 38, e traders deveriam aguardar uma lateralidade de muitas barras ou uma correção profunda antes de pensar em vendas. Repare que as barras seguintes se mantiveram acima da HOD anterior, até a 54 configurando uma small PB trend e portanto só se deveria pensar em mais compras, salvo se as barras seguintes seguirem laterais ou tiverem uma correção profunda, especialmente se após isso ocorrer uma boa SB de baixa. Até q isso ocorra, só pense em compras.

Bon estudos!

Felippe Aranha

7 Responses

  1. Alinesim
    |

    Excelente conteúdo! Tks

  2. Affonso
    |

    Muito Boa essa forma de análise professor. Está ajudando bastante.

    Só tenho uma dúvida referente ao paragrafo 4, segunda linha. Quando o Sr diz ” ….Ganhou dinheiro quem vendeu correções após novas minimas…” o sr quis dizer novas HL ( máximas mais baixas), ou novas minimas mesmo? fiquei na dúvida.

    Obrigado novamente por todo empenho em divulgar esse método, e parabéns pelo curso. Muito bom.

    • Wellerson
      |

      Acredito que novas mínimas mesmo Affonso, ele se refere por exemplo a barra 28, que fez uma nova mínima, e após isso corrigiu até a barra 35, que é onde os vendedores entram “vendendo após novas mínimas” (28 nova mínima, 35 correção)

  3. dheyson91
    |

    muito bom

  4. Wellerson
    |

    Excelente Professor! Obrigado pelo conhecimento compartilhado!

  5. hugogava
    |

    excelente!!

Deixe uma resposta