Pregao Win dia 30 de set 2019 – Felippe Aranha

postado em: Blog do Aranha 11

O pregão anterior apresentou um big down (queda grande) seguida de big up (subida grande), configurando um dia lateral. O pregão de hoje abriu com um gap, alto nessa lateralidade anterior e formou uma boa barra de baixa, configurando uma possível tendência desde a abertura. Em geral é mais seguro não operar a primeira barra do dia, mas neste caso a configuração de venda estava bastante clara e o gap de abertura tinha grandes chances de ser preenchido, seguido talvez de um teste da EMA. Por volta da barra 6, um TC de baixa estava bem configurado e provavelmente a primeira correção seria vendida e veríamos uma segunda perna de baixa, e isso foi o que aconteceu durante as barras 9 e 11, que foram acima das barras anteriores, fecharam com sobra em cima e iniciaram dois movimentos de queda, o primeiro deles de apenas uma barra (barra 11), e o segundo buscando um MM até a barra 17.

Se vc traçasse uma pequena inha de canal entre as mínimas das barras 4 e 8, veria que a barra 16 ultrapassou essa linha (ch overshoot), e que foi a maior barra de baixa ocorrendo na terceira perna de baixa (as duas primeiras foram até a 5 e a 11) em uma tendência já prolongada, e portanto tinha boas chances de ser um CLX e corrigir TBTL (correção por volta de 10 barras, entre lateral e alta). Por isso, não era uma boa ideia vender o fechamento da barra 16, mesmo ela sendo uma forte barra de baixa, e quem queria vender estaria melhor esperando para vender uma eventual continuidade que mostrasse força (que não veio), ou algum setup após uma correção TBTL, que ocorreu na barra 23 ou 28. Note que, na barra 16, tampouco valia a pena pensar em comprar, visto que veio de uma perna forte de baixa desde a barra 1. Só quem conseguiu fazer uma compra foram traders mais experientes, usando ordens limitadas abaixo de mínimas, em especial abaixo da LOD 19 e depois 22 (durante a 22 ou a 24). Traders se anteciparam a isso e compraram, ainda mais considerando que na 24 passava uma linha de um exp tri, deixando as sombras abaixo da 22 e da 24.

O TTR, seguido da subida até a barra 28 transformou o TC de baixa em BC de baixa, e a queda a partir da barra 28 deveria encontrar a típica realização de lucros abaixo da mínima anterior, a partir da barra 24. Porém, a queda da 28 à 35 foi forte e acabou exigindo um pouco mais de baixa, em um processo que durou mais de uma hora. Embora estivesse ok comprar a wedge acima da 38 ou 41, um trader observador perceberia que havia um gap para fechar na maxima da barra 83 de ontem, e também que o movimento do dia até a barra 41 se assemelhava ao mesmo movimento do dia anterior, da barra 43 à barra 66, e que portanto o desfecho talvez fosse parecido com o que ocorreu ontem até a barra 83, e se formasse um TTR que tocaria a EMA algumas vezes e teria dificuldades em ultrapassa-la para cima e que teria um teste rápido da mínima seguido de uma falha de rompimento e uma reversão rápida, tornando-se uma bandeira final, e isso poderia fazer com que esses traders observadores conseguissem mais um scalp para baixo e um swing para cima. Foi o que ocorreu nas barras 52 e 53, onde a 52 preencheu o gap da max da barra 83 de ontem e reverteu rapidamente, com uma ótima SB na barra 53. A continuidade foi excelente nas barras seguintes, com CC, gaps, corpos de alta fechando além do ponto médio e a essa altura seria uma péssima ideia operar o canal de baixa com ordens limitadas. A perna de baixa estava muito cansada e com sinais de ser uma perna de baixa em uma lateralidade, não em uma tendência de baixa, e com o espeço que havia para cima não se deveria pensar em vendas limitadas, como no toque da EMA.

Ao contrário, os gaps para serem preenchidos nas mínimas das barras 32 e 28 deixavam a possibilidade de alta mais atrativa.

Bons estudos!

Felippe Aranha

11 Responses

  1. ivan guedes da silva
    |

    Excelente artigo, como de costume…

  2. lmaranhao
    |

    Boa Aranha! Ótimo post!

  3. lfbaratelli@gmail.com
    |

    Muito obrigado pelo artigo Aranha! Podemos considerar a soma das barras 53 e 54 um 2br com a barra 52, num contexto de tendência cansada e fazer compra na eliminação da barra 52?

  4. baglier
    |

    Excelente recap.
    É possível dizer que houve um MTR? Pois teve uma tendencia anterior que foi rompida (mesmo que por apenas uma barra, a barra 42 que devolveu as 5 barras anteriores), uma tentativa de retomada da tendencia (barra 43 à barra 52) e um sinal que veio na barra 53.

  5. Diegobastos
    |

    Excelente artigo. Auxilia muito no desenvolvimento de nossa capacidade de analise do mercado!

  6. jiujitsu
    |

    Muito bom

  7. thiagovongilsa
    |

    Ótima análise, continue com esse trabalho, é muito construtivo, obrigado!

  8. José Marcos
    |

    Obrigado, Felippe por essa nova “atração” do portal que é o recap barra a barra comentado.
    Como sugestão , por favor coloque o gráfico ligeiramente maior. Eu, particularmente, estou com dificuldade para ver os números das barras.

    • baglier
      |

      Clica na imagem com o botão direito e abra a imagem em uma nova aba.

  9. Leandro Cândido
    |

    Post Excelente. Muito obrigado. É sempre uma aula.

  10. Vinicius Salles
    |

    Valeu Aranha por compartilhar esse estudo! Nao sou seu aluno, (ainda) mas estou sempre acompanhando seu canal no YouTube, o SST e o Portal aqui ! valeu mesmo!

Deixe uma resposta